QUARENTENA| O que é isso?


Vamos ver a diferença entre isolamento e quarentena, com alguns conhecimentos importantes para que a sua saúde seja preservada.

A quarentena contribui para a sociedade com a manutenção de boas condições de saúde. Um profissional de Saúde pode estar em quarentena no momento em que se preserva, restringe ou limita qualquer agente que possa prejudicar sua saúde.


“Quarentena é a reclusão de indivíduos ou animais sadios pelo período máximo de incubação da doença, contado a partir da data do último contato com um caso clínico ou portador, ou da data em que esse indivíduo sadio abandonou o local em que se encontrava a fonte de infecção.” Wikipédia | MÍDIA COMUM

Entenda o que é Janela Imunológica

Existe um período, usualmente deliberam-se 5 dias, em que uma infecção não consegue se manter incubada, chama-se Janela Imunológica. Fase que o indivíduo nem sempre demonstra os sintomas de uma infecção, e muitos conseguem produzir anticorpos que podem ser detectados por exames de sangue, já outros não desenvolvem em quantidade suficiente e os testes não apresentam resultados. A janela imunológica varia de acordo com o tipo de infecção e sensibilidade do teste utilizado para detectá-la.


Como definir que um indivíduo está sadio?

A saúde está ligada às proteções que o corpo tem contra infecções e doenças. Um indivíduo sadio tem as reações que o corpo necessita para se manter forte sem uso de medicamentos. É por isso que, muitas vezes, duas pessoas passam pelas mesmas condições climáticas, por exemplo, e apenas uma delas fica doente. Isso ocorre devido à baixa imunidade.

"Uma das principais causas da imunidade baixa é a má alimentação, já que o nosso organismo precisa de vitaminas e minerais essenciais para fortalecer o sistema imunológico."Dr. Bruno Reis.

Como posso saber "quem teve" e "quem não teve" contato com a doença?

Devemos evitar que as viroses e infecções se aproximem de nós. Quando o Governo decreta quarentena, está ordenando que as pessoas não abusem de sua saúde, pois ainda não existem condições para atender à população. É dificil saber sobre uma doença recente; portanto é tempo de cuidar, e respeitar toda pessoa vulnerável.


"Impedir que os debilitados sejam alvo, é a melhor forma de controle." - Ludmila Travassos | Bióloga Clínica

O Isolamento

É comum as pessoas se desesperarem ao saber que uma doença não tem um estudo especifico, e os sintomas ainda estão em processo de definição. A sensação de estar uma posição de vulnerabilidade faz com que as pessoas busquem isolamento. Enfim, quem precisa se isolar? Precisa de isolamento todo aquele que está produzindo reações adversas às normais e recorrentes de seu comportamento. É necessário coerência para não somatizar sensações físicas com psicológicas. Uma pessoa infectada precisa de isolamento para manter a saúde dos demais.


A Quarentena

É a medida mais sensata para manter a saúde de uma sociedade. Ou seja, este individuo sadio poderá se manter assim por mais tempo, se os que estão a sua volta também tem saúde.


Porque este termo? A história nasceu há muito tempo. No século 14, a peste bubônica matou mais de um terço da população da Europa. Na época, pouco se sabia sobre a doença. O governo de Veneza, temendo que o mal viesse do mar, determinou que todas as embarcações ficassem isoladas durante 40 dias antes do desembarque dos passageiros. Por que 40 dias? Ninguém sabe. Mas há palpites. Uns falam na influência da quaresma — período de 40 dias em que os católicos jejuam e fazem penitências. Outros, nos 40 dias que Jesus passou no deserto antes de ser tentado pelo demônio. Há quem lembre o pós-parto, tempo em que a mãe recebia cuidados especiais durante 40 dias, enfim o termo se refere à isso, mas estudo epidemiológico já cifram o real período necessário para cada evento.


A Vulnerabilidade

“A saúde é resultado da genética somada às condições de vida.” – Ludmila R. Travassos; Bióloga. Estar condicionado às tarefas nos fazem pensar que nossas ações e reações são sempre boas, corretas e positivas para a nossa comunidade. Não usar álcool gel comumente, lavar às mãos somente na hora de comer ou fazer sua necessidade, não higienizar,(...) são atitudes que a população não costuma atentar à menos que seja constrangida.

Escrito por

Ludmila Travassos Bióloga Clínica

Especialista em Métodos de Linguagem MBA Ensino das Artes